O Gerenciamento de Acesso Privilegiado (PAM — Privileged Access Management) é formado por um conjunto de estratégias e tecnologias de segurança cibernética para exercer controle sobre o acesso privilegiado e permissões para usuários, contas, processos e sistemas em um ambiente tecnológico.

O PAM é uma solução ideal para prevenção e mitigação de danos decorrentes de ataques externos, bem como de descuido de colaboradores internos e outras ameaças internas contra credenciais privilegiadas, especificamente .

Embora o PAM englobe muitas estratégias, o objetivo central da solução é a aplicação do conceito de menor privilégio, que diz respeito à restrição de direitos de acesso e permissões para usuários, contas, aplicativos, sistemas, dispositivos e processos de computação ao mínimo absoluto acesso para executar atividades de suas rotinas.

Por isso, o PAM é considerado por muitos especialistas e tecnólogos como uma das soluções de segurança cibernética mais importantes para reduzir o risco cibernético e obter um Retorno sobre Investimento (ROI) relevante em segurança.

No texto de hoje, exploramos as principais funcionalidades presentes em uma solução PAM e esclarecemos alguns dos objetivos desta tecnologia. Continue a leitura do artigo e descubra mais sobre as funcionalidades PAM.

PAM x IAM

O PAM é geralmente relacionado dentro de um escopo mais amplo de Gerenciamento de Identidade e Acesso (ou IAM — Identity and Access Management).

Porém, os controles IAM fornecem autenticação de identidades para garantir que um usuário legítimo tenha o acesso correto. Enquanto isso, o PAM oferece visibilidade, gerenciamento e auditoria de uma forma detalhada sobre identidades e atividades privilegiadas.

Juntos, PAM e IAM fornecem um controle refinado, visibilidade e capacidade de auditoria sobre todas as credenciais e privilégios existentes em um ambiente sistêmico.

Aqui, falamos também sobre as principais funcionalidades de uma solução PAM e os seus benefícios. Caso você queira conhecer melhor sobre o IAM e como essa solução se complementa com o PAM, leia nosso artigo intitulado “xxxxx”.

Funcionalidades de uma solução PAM

Acesso privilegiado ou conta privilegiada é um termo usado para designar acesso ou habilidades especiais acima e além das de um usuário padrão. O acesso privilegiado permite que as organizações protejam sua infraestrutura e seus aplicativos, gerenciem negócios com eficiência e mantenham a confidencialidade de dados sensíveis e infraestrutura crítica.

O acesso privilegiado pode ser associado a usuários humanos, bem como a usuários não humanos, como aplicativos e identidades de máquinas.

Dessa forma, PAM é uma solução para gestão desses acessos privilegiados. O seu objetivo principal é o de proteger e controlar o uso de credenciais impessoais e de alto privilégio, provendo armazenamento seguro, segregação de acessos e total rastreabilidade de utilização.

Para realizar esta gestão das credenciais, a solução PAM se utiliza da configuração dos Grupos de Acesso para definir os usuários administradores que terão permissão de saque de senha para acesso físico, e o grupo de usuários que pode utilizar o acesso remoto oferecido pela solução para acessar um dispositivo-alvo ou sistema. 

Todos os casos podem respeitar workflows de aprovação e validação das justificativas fornecidas pelo usuário solicitante.

Além dessas funcionalidades básicas, apresentamos a seguir outras possibilidades das soluções PAM. 

  • Contas de emergência: fornece aos usuários acesso de administrador a sistemas seguros em caso de emergência. O acesso a essas contas requer a aprovação do gestor do sistema por motivos de segurança. Geralmente é um processo manual que requer medidas de segurança.

  • Gestão de Contas administrativas locais: são contas compartilhadas que fornecem acesso de administrador apenas ao host local ou a uma sessão. Essas contas locais são usadas rotineiramente pela equipe de TI para manutenção em estações de trabalho e em servidores, dispositivos de rede e outros sistemas internos.

  • Gestão de Contas de aplicativos: essas contas são usadas por aplicativos para acessar bancos de dados, executar tarefas, executar scripts ou fornecer acesso a outros aplicativos. Essas contas privilegiadas geralmente têm acesso a informações críticas confidenciais que residem em aplicativos e bancos de dados.

  • Integração com Active Directory: são um desafio para proteger, para dizer o mínimo, as alterações de senha podem ser ainda mais desafiadoras, pois exigem sincronização entre vários sistemas e aplicativos.

  • Gestão de Contas de serviço: são contas locais ou de domínio usadas por um aplicativo ou serviço para interagir com o sistema operacional. Em alguns casos, essas contas de serviço têm privilégios administrativos em domínios, dependendo dos requisitos do aplicativo para o qual são usadas.

  • Gestão de Contas administrativas do domínio:  superadministradores que têm acesso privilegiado a todas as estações de trabalho e servidores dentro do domínio da organização e fornecem o acesso mais amplo pela rede. Por possuírem acesso a contas administrativas,eles são um alvo constante de hackers.

  • Gestão de Contas de usuário com privilégios: são usuários que recebem privilégios administrativos para os sistemas. As contas de usuário privilegiadas são uma das formas mais comuns de acesso a contas concedido em um domínio corporativo, permitindo que os usuários tenham direitos de administrador, por exemplo, em seus desktops locais ou nos sistemas que gerenciam. Frequentemente, essas contas têm senhas exclusivas e complexas, mas na maioria das vezes, são protegidas apenas por senhas.

Quanto mais privilégios e acesso um usuário, conta ou processo acumula, maior o potencial de abuso, exploração ou erro. A implementação do gerenciamento de privilégios não apenas minimiza o potencial de ocorrência de uma violação de segurança, mas também ajuda a limitar o escopo de uma violação, caso ela ocorra.

Benefícios de uma solução PAM

Um contraponto entre o PAM e outros tipos de tecnologias de segurança é que o PAM abrange vários pontos da cadeia de ataques cibernéticos, fornecendo proteção contra ataques externos e ameaças internas.

O PAM confere vários benefícios principais, incluindo:

  • Redução na Infecção e propagação de malwares: muitas variedades de malware precisam de privilégios elevados para sua instalação ou execução. A remoção de privilégios excessivos, como a aplicação de privilégios mínimos em toda a empresa, pode impedir que o malware se estabeleça ou reduza sua disseminação, se isso acontecer.

  • Desempenho operacional: restringir privilégios ao intervalo mínimo de processos para executar uma atividade autorizada reduz a chance de problemas de incompatibilidade entre aplicativos ou sistemas, além de ajudar a reduzir o risco de tempo de inatividade.

  • Conformidade: ao restringir as atividades privilegiadas que podem ser realizadas, o PAM ajuda a criar um ambiente menos complexo e, portanto, mais amigável para as auditorias.

Além disso, muitos regulamentos de conformidade (incluindo HIPAA, PCI DSS, FDDC, Government Connect, FISMA e SOX) e legislações de proteção de dados (como GDPR, LGPD e CCPA) exigem que as organizações apliquem políticas de acesso com privilégios mínimos para garantir a administração de dados e segurança de sistemas adequadas.

Quando utilizada para gerenciar acessos privilegiados em sistemas organizacionais e plataformas que armazenam ou protegem a integridade de dados sensíveis, o senhasegura oferece um ponto de acesso centralizado aos sistemas críticos. Suas funcionalidades permitem reforçar o controle de acesso, limitando o acesso do usuário apenas ao que foi previamente autorizado, respeitando o critério do privilégio mínimo.

Saiba mais sobre o senhasegura, solicite uma demo agora mesmo.