BR +55 11 3069 3925 | USA +1 469 620 7643

6 dicas para a criação de uma campanha de cibersegurança eficiente

por | jan 20, 2022 | Blog

A segurança da informação não depende apenas de investimento em tecnologia. Para ser efetiva dentro do contexto corporativo, é de suma importância conscientizar toda a equipe sobre os riscos de ter uma infraestrutura vulnerável.

Isso significa que os profissionais devem ser preparados para identificar as ameaças a fim de evitar transtornos e prejuízos que podem, inclusive, fazer a empresa fechar as portas.

Neste texto, apresentamos algumas práticas que possibilitam a criação de uma campanha de cibersegurança eficiente. Para facilitar seu entendimento, optamos por dividir nosso artigo em tópicos.

  • Garanta o envolvimento das lideranças
  • Analise o cenário
  • Utilize recursos eficazes para treinar seus colaboradores
  • Prepare seus funcionários para identificar phishing
  • Meça os resultados do programa de conscientização
  • Atualize o que for necessário

Boa leitura!

consciência cibernética

Você está curtindo esse post? Inscreva-se para nossa Newsletter!

Newsletter Blog PT

7 + 14 =

Enviaremos newsletters e emails promocionais. Ao inserir meus dados, concordo com a Política de Privacidade e os Termos de Uso.

 

Boas práticas que garantem a conscientização sobre segurança cibernética

Algumas práticas são bastante recomendadas quando o objetivo é conscientizar uma equipe profissional sobre a importância de promover a segurança cibernética nas empresas. Confira a seguir o que deve ser feito para alcançar esse objetivo:

1. Garanta o envolvimento das lideranças

Contar com o apoio dos líderes é de suma importância para promover a conscientização sobre segurança cibernética entre a equipe. Afinal, são eles que vão motivar os colaboradores a efetuarem as mudanças necessárias para prevenir ameaças como ataques de hackers.

Para obter sucesso, é essencial que as lideranças compreendam as vantagens de contar com funcionários preparados para tornarem a empresa mais segura.

2. Analise o cenário

Faça um mapeamento das ameaças enfrentadas pela sua organização e pelo seu setor para embasar o programa de conscientização de segurança cibernética. Dessa forma, é possível montar um treinamento personalizado e eficaz para preparar sua equipe. Confira algumas respostas que você deve buscar com esse levantamento:

  • Sua empresa usa aplicações? Quais?
  • Quais são os riscos que elas oferecem?
  • Existem senhas compartilhadas para acessá-las?
  • Seus funcionários trabalham em home office?
  • Eles acessam a dados altamente confidenciais?

3. Utilize recursos eficazes para treinar seus colaboradores

Na hora de treinar sua equipe, utilize recursos atrativos e envolventes, que despertem sua atenção e facilitem a absorção dos conteúdos. Assim, a tendência é que o aprendizado permaneça.

Recomendamos a combinação de diferentes estratégias. Você pode incluir simulações de phishing, pôsteres, jogos, boletins informativos, quadrinhos, adesivos e webinarios.

Lembre-se de abordar tópicos relacionados aos tipos de ameaças comuns enfretadas pelo setor de atuação da sua empresa. Entre os assuntos a serem explorados, destacam-se:

  • Golpes de e-mail;
  • Segurança na internet;
  • Higiene de senha;
  • Malware e mídia removível;
  • Conformidade de regulamentos.

Deve se ter em mente que cada pessoa apresenta um perfil que deve ser considerado nos treinamentos de segurança cibernética. Alguns comumente fazem o que é correto, outros refletem sobre suas ações e há, ainda, um terceiro grupo, que age de maneira negligente com frequência.

De forma a otimizar o treinamento, vale a pena segmentar esse público, a fim de oferecer um treinamento que gere resultados por meio de mensagens e abordagens direcionadas. 

4. Prepare seus funcionários para identificar phishing

O phishing consiste em enganar as vítimas para que compartilhem dados sigilosos, como informações bancárias e confidenciais. Há diversos tipos de phishing, sendo o mais comum aquele em que a pessoa recebe um e-mail ou mensagem de texto de um agente malicioso que simula ser uma organização de confiança. 

Essa mensagem pode vir com um link para que a pessoa, por exemplo, clique e insira seu nome e senha, dando acesso a dados pessoais.

Existem exercícios que simulam as campanhas de phishing, preparando os usuários para identificarem seus indícios.

5. Meça os resultados do programa de conscientização

Depois de implementar um programa de conscientização de segurança, é necessário medir seus resultados. Algumas métricas, fornecidas em treinamentos, são capazes de apontar sua efetividade.  Confira quais nos tópicos a seguir:

  • Pesquisas qualitativas: os usuários respondem a questionários que permitem analisar seu entendimento acerca do programa e das medidas que devem aderir;
  • Resultados da simulação de phishing: é possível comparar o número de pessoas que clicaram nos links com o número de usuários que avisaram a companhia sobre esse risco;
  • Métricas de relatório: nesse caso, deve-se avaliar a quantidade de pessoas que relatam ter se deparado com os problemas apontados no treinamento.

Essas métricas têm a função de proporcionar uma visão abrangente dos treinamentos por meio do feedback dos participantes. Elas devem ser usadas para otimizar as capacitações, além de detectar vulnerabilidades e se antecipar a elas.

6. Atualize o que for necessário

Utilize as métricas coletadas em treinamentos e testes para potencializar a campanha de conscientização, oferecendo capacitações mais assertivas. 

Porém, lembre-se que os desafios da segurança cibernética mudam conforme a tecnologia avança e sua empresa recebe novos funcionários ou adota novos recursos. 

Ou seja, é essencial que os treinamentos de conscientização de segurança sejam adaptados às necessidades de cada contexto. 

Esse artigo foi preparado especialmente para dar dicas de como criar uma campanha de cibersegurança eficiente. Se você gostou do nosso texto, compartilhe com outras pessoas que também possam se interessar pelo tema.

 

LEIA TAMBÉM NO BLOG DA SENHASEGURA:

Os 5 maiores vazamentos de dados de 2021

HIPAA: cinco dicas para estar em conformidade com a certificação

Minha empresa sofreu um ataque ransomware: devo pagar ou não o resgate?

Força de senha: como criar senhas fortes para as credenciais?

A força de senha é um dos critérios considerados na criação de políticas de senhas. Afinal, essa é uma das medidas mais eficientes para evitar que as senhas sejam violadas. E se preocupar com isso é de suma importância para as organizações nos dias atuais. Isso porque...

ISO 27001 – Qual a importância de termos conquistado a certificação

O processo de transformação digital nas organizações tem se intensificado em empresas de todos os tamanhos e segmentos, e é considerado um fator essencial para o sucesso dos negócios. Uma das principais consequências desse processo é o crescimento exponencial na...

Princípio do Privilégio Mínimo: entenda a importância desse conceito

Conceder acesso de administrador a um usuário que sequer tem tempo de explicar o motivo pelo qual precisa dessa permissão não é uma maneira eficiente de solucionar problemas de uma empresa e sim de prejudicar sua segurança.  Isso porque dados sensíveis podem cair nas...

Como evitar ataques DDoS na sua empresa?

Existem vários métodos pelos quais agentes maliciosos atacam sites e desestabilizam serviços e recursos de rede. Uma das técnicas mais utilizadas é o ataque DDoS, que significa negação de serviço distribuída. Por meio desse ataque, um site acaba se tornando inoperante...

Gartner e PAM: o que uma das mais importantes consultorias do mundo diz sobre esta solução de cibersegurança?

Todos nós, em algum momento, já ouvimos falar em transformação digital. Esse fenômeno atinge empresas de todas as verticais e portes e vem ganhando destaque no mercado.  A transformação digital exige cada vez mais que os líderes organizacionais adaptem suas...

Os maiores desafios de cibersegurança para a Internet das Coisas

A Internet das Coisas já faz parte da nossa realidade, possibilitando conectar itens utilizados no dia a dia com o mínimo de intervenção humana e otimizar o desempenho dos equipamentos por meio da conectividade. Esse conceito está presente nas câmeras de...