BR +55 11 3069 3925 | USA +1 469 620 7643

Como o Active Directory ajuda na gestão dos acessos?

por | abr 4, 2022 | Blog

O Active Directory teve início junto ao Windows Server devido à conveniência de utilizar uma mesma senha para executar diversas atividades em uma organização, como autenticar  em um computador, acessar algum  sistema e abrir um e-mail.

Em seu banco de dados, é possível armazenar informações sobre domínios, unidades organizacionais, relações de confiança, contas de computadores, usuários, grupos, membros de grupos e senhas, entre outros objetos.

Essa solução traz diversos outros benefícios, como a centralização dos recursos de segurança, a utilização de um único ponto de gerenciamento para recursos e a simplificação da busca por um recurso desejado.

Neste artigo, explicamos o conceito de Active Directory e destrinchamos suas vantagens, entre outras inúmeras informações. Para facilitar sua leitura, dividimos nosso texto em tópicos:

  • O que é o Active Directory
  • Qual é a importância do Active Directory
  • Benefícios do Active Directory
  • Active Directory na prática
  • Como o Active Directory está estruturado
  • Funcionamento do AD em duas perspectivas
  • Sobre o senhasegura
  • Conclusão

Acompanhe nosso texto até o fim!

  • O que é o Active Directory

Trata-se de um banco de dados e conjunto de serviços executados no Microsoft Windows Server, cuja finalidade principal é possibilitar o gerenciamento de permissões e o controle de acessos aos recursos de rede. 

Por meio dessa solução, é possível armazenar dados como objetos, incluindo usuários, grupos, aplicativos e dispositivos, categorizando-os conforme seus nomes e características.

  • Qual é a importância do Active Directory

O Active Directory é importante em diversos aspectos. Consiste em um serviço de diretório que possibilita armazenar dados sobre objetos em rede, disponibilizando essas informações a administradores e usuários. Além disso, trata-se de um software da Microsoft usado no Windows.

Desenvolvido para organizar a busca por informações necessárias nas atividades diárias e centralizar esses dados, tem como vantagens a disponibilidade, a segurança e o desempenho. Além disso, um Active Directory pode ter diversos domínios com administradores e políticas de segurança diferentes. Ou seja, os administradores não precisam ter acesso a todos os domínios.

No Active Directory:

  • Cada usuário pode ter apenas um nome para acessar os recursos da rede. Suas contas são armazenadas no banco de dados do AD;
  • Os usuários precisam fazer apenas um logon para acessar qualquer ambiente da rede;
  • Os domínios podem crescer de maneira ilimitada sem mudar a forma de administração;
  • Domínios baseados em Active Directory permitem um gerenciamento centralizado. Os dados relacionados às contas, grupos e recursos da rede, podem ser geridos em um único ambiente. 
  • Se a empresa precisar ter um único local, o Active Directory permite que os usuários tenham acesso a todos os recursos da rede com uma única senha. 

  • Benefícios do Active Directory

O Active Directory proporciona uma série de benefícios para os usuários, dentre os quais podemos destacar:

  • Centralização dos recursos de segurança

Em um único local, é possível administrar e proteger recursos de rede e os objetos de segurança relacionados a eles. Uma empresa consegue gerenciar o AD baseada em um modelo de negócios, modelo organizacional ou nos tipos de funções geridas.

É o caso de organizações que administram o Active Directory dividindo seus usuários conforme os setores em que atuam, lugar físico onde trabalham ou uma combinação desses fatores.

O Active Directory permite gerenciar a segurança de todos os recursos de rede e estender a interoperabilidade com vários aplicativos e dispositivos. Quando esse recurso é implementado e protegido do modo correto, ele possibilita implementar a política e os procedimentos de uma empresa voltados à cibersegurança, recursos e serviços de rede de um modo detalhado.

  • Único ponto de gerenciamento para recursos

No AD os recursos de rede são acessados a partir de um único ponto de gerenciamento. Isso porque é utilizado um logon único para obter o acesso a recursos de rede localizados em todos os servidores dentro do domínio.

Na prática, o usuário é identificado uma única vez. Depois disso, ele se conecta para acessar os recursos de rede, conforme suas funções e permissões. 

  • Simplifica a tarefa de encontrar um recurso desejado

O Active Directory simplifica a tarefa de encontrar um recurso desejado, na medida em que permite a publicação de arquivos e recursos de impressão na rede. A publicação de um objeto possibilita que os recursos de rede sejam acessados com segurança para pesquisa no banco de dados do AC.

Para fazer essa pesquisa pode ser utilizado o nome, a localização ou a descrição do objeto. Se você deseja buscar uma pasta compartilhada, por exemplo, basta usar a rede no Windows 10 ou no Microsoft Windows Server 2012 e clicar no botão de pesquisa.

É possível configurar o escopo de pesquisa, sem usar o nome e a palavra-chave da pasta compartilhada como requisitos. 

Para ter resultados mais específicos, basta fornecer mais informações. Por exemplo, se você configurou a mesma palavra-chave em diversas pastas, uma pesquisa pela palavra-chave retornará com muitos resultados, o que tornará mais difícil encontrar a pasta procurada.

Suponha que você tenha acesso a uma rede com dezenas de servidores, em que cada um apresenta diversos recursos necessários para concretizar suas atividades. Nesse caso, seria difícil identificar qual servidor fornece cada recurso.

Essa tarefa pode se tornar ainda mais difícil quando você tem usuários móveis, que precisam localizar dispositivos de outro lugar.

  • Relações de confiança entre vários domínios

O AD possibilita estabelecer uma gestão eficiente de relações de confiança entre vários domínios. Ou seja, pode existir uma relação de confiança entre dois sites.  Desse modo, é possível utilizar os recursos em ambos os sites com um único nome de usuário e senha.

  • Escalabilidade aperfeiçoada

Por meio do conceito de unidades organizacionais (UOs), o Active Directory possibilita melhorar a escalabilidade em grandes empresas. Uma UO consiste em uma coleção de usuários e computadores. 

Uma organização com grandes domínios pode organizá-los em UOs. Por exemplo, uma empresa tem um grande setor que conta com um administrador gerenciando o domínio. Nesse caso, é possível criar uma UO para onde todas as contas de usuário e computadores relacionados a esse departamento possam ser movidos.

  • Replicação multimestre

Esse conceito é mais uma vantagem de um ambiente Active Directory. Em um ambiente de replicação multimestre do AD, cada controlador de domínio contém uma cópia do diretório. 

Quando for realizada uma alteração no AD, o controlador mais próximo será atualizado. Outros controladores de domínio no ambiente também se atualizarão. 

Isso também vale para sites. Cada site tem seu controlador de domínio, ou seja, quando um usuário de um site atualiza o Active Directory, as alterações se refletem nele. 

Você está curtindo esse post? Inscreva-se para nossa Newsletter!

Newsletter Blog PT

15 + 14 =

Enviaremos newsletters e emails promocionais. Ao inserir meus dados, concordo com a Política de Privacidade e os Termos de Uso.

  • Active Directory na prática

O Active Directory consiste em uma rede administradora dos logins responsáveis pela liberação dos acessos aos recursos. Por meio dele, os usuários podem acessar uma ou diversas salas, a depender de suas necessidades, com um único login e senha, dispensando a necessidade da criação de inúmeros acessos. 

Ele funciona como um protocolo livre, utilizado para gerenciar informações dos diretórios distribuídos sobre uma rede de IP, que possibilita aos usuários acessarem recursos da rede, realizando um único logon.

É organizado com o uso de domínios mediante uma hierarquia, com uma administração que se baseia nos conceitos de árvore e floresta, que apoia a organização da estrutura de domínios e dispensa a necessidade de visitas individuais aos desktops.

Nesse contexto, cada domínio equivale a uma unidade administrativa máxima dentro da rede. Já a floresta, seria o “conjunto de árvores”, que abordamos com mais detalhes no próximo tópico.

  • Como o Active Directory está estruturado

O Active Directory tem a função de armazenar dados sobre usuários da rede e recursos em uma estrutura formada por domínios, árvores e florestas.

Quando falamos em domínio, nós nos referimos a uma coleção de objetos, como usuários e dispositivos, que compartilham o banco de dados do AD. 

Já uma árvore, é uma coleção de domínios com um namespace contíguo, que apresentam um nome de raiz DNS comum.

Uma floresta, por sua vez, se refere a uma coleção de árvores que compartilham o mesmo esquema, catálogo global e configuração de diretório, sem fazer parte de um namespace contíguo.  Ela atua como limite de segurança em uma rede corporativa.

Dentro de um domínio, os objetos podem ser agrupados em unidades organizacionais (UOs), o que possibilita aos administradores criarem unidades organizacionais que permitam espelhar estruturas de negócios, funcionais ou geográficas e aplicar políticas de grupo que simplificam o gerenciamento. 

  • Funcionamento do AD em duas perspectivas

O funcionamento do AD pode ser compreendido em duas perspectivas: a técnica e a do usuário. Veja a seguir como elas se diferenciam:

  • Perspectiva técnica

Geralmente, os dados armazenados no Active Directory abrangem as informações de contato do usuário, da fila da impressora e de configuração do desktop ou rede.

O Active Directory Data Store contém os dados do diretório, como informações sobre usuários, grupos, computadores, objetos que esses usuários podem acessar, outros objetos e componentes de rede, permitindo uma administração de acesso total.

Ainda se utilizam os diretórios para administrar pacotes de software, arquivos e contas de usuários. O administrador utiliza os conceitos de árvore e floresta do AD, que dispensa visitas individuais aos desktops.

  • Perspectiva do usuário

Com o AD, os usuários conseguem acessar recursos disponíveis na rede, efetuando o logon uma única vez no ambiente local de rede.

Quando o usuário insere seu login e senha, o Active Directory confirma a validade das informações concedidas para efetuar a autenticação.  Conforme já mencionado no texto, o AD é organizado de forma hierárquica, por meio da utilização de domínios. 

  • Sobre o senhasegura

Presente em 54 países, somos uma das unidades do MT4 Tecnologia, grupo de empresas com foco em segurança da informação, fundado em 2001.

Nossa finalidade é garantir cibersegurança às organizações que atendemos, atuando sobre o controle de ações e informações privilegiadas. Nesse sentido, evitamos problemas como: vazamento e roubo de dados em ambientes virtuais e suas consequências para nossos clientes.

Entendemos que a soberania digital é um direito dos cidadãos, organizações e sociedade, por isso, trabalhamos em torno desse objetivo, acreditando que a tecnologia aplicada é essencial para a promoção da prosperidade.

Nosso trabalho consiste em abordar o ciclo de vida do gerenciamento do acesso privilegiado, antes, durante e após o acesso, considerando que a automação de máquinas é uma necessidade atual, pois gerenciar privilégios digitais de modo manual tornou-se insuficiente. Nesse sentido, buscamos:

  • Evitar interrupções por expiração e aumentar a eficiência das organizações;
  • Auditar automaticamente o uso de privilégios;
  • Auditar automaticamente alterações privilegiadas para antecipar a detecção de abusos de privilégios;
  • Garantir implantações bem-sucedidas e clientes satisfeitos;
  • Oferecer recursos avançados de PAM;
  • Fornecer recursos que reduzem riscos de modo rápido e avançado;
  • Também colocamos as organizações em conformidade com critérios de auditoria e com padrões como PCI DSS, Sarbanes-Oxley, ISO 27001 e HIPAA.

  • Conclusão

Lendo esse artigo, você viu que:

  • O Active Directory surgiu com Windows Server devido à necessidade de usar uma mesma senha para executar diversas tarefas;
  • O AD é um banco de dados e conjunto de serviços que tem a principal função de possibilitar o gerenciamento de permissões e o controle de acessos aos recursos de rede;
  • Foi criado para organizar a busca por informações necessárias no trabalho e centralizar esses dados;
  • Por meio dele, os usuários fazem somente um logon para acessar qualquer ambiente da rede;
  • Domínios baseados em Active Directory possibilitam uma administração centralizada;
  • Uma organização pode gerenciar o AD com base em um modelo de negócios, modelo organizacional ou nos tipos de funções geridas;
  • O Active Directory permite encontrar um recurso de um modo mais fácil, possibilitando a publicação de arquivos e recursos de impressão na rede;
  • Mediante o AD, é possível estabelecer relações de confiança entre vários domínios;
  • Por meio do conceito de unidades organizacionais (UOs), o AD permite aperfeiçoar a escalabilidade em grandes organizações;
  • O Active Directory é capaz de armazenar dados sobre usuários da rede e recursos em uma estrutura formada por domínios, árvores e florestas;
  • O funcionamento do AD pode ser compreendido em duas perspectivas: a técnica e a do usuário;
  • Os diretórios são utilizados para administrarem pacotes de software, arquivos e contas de usuários, entre outras funções;
  • Depois que o usuário preenche seu login e senha, o Active Directory confirma se as informações concedidas são válidas e efetua a autenticação.

 

Gostou do nosso artigo sobre Active Directory? Compartilhe com outra pessoa que possa se interessar por esse tema.

 

LEIA TAMBÉM NO BLOG DO SENHASEGURA

Dúvidas comuns sobre solução de Gerenciamento de Acessos Privilegiados (PAM)

Múltiplo Fator de Autenticação: como se beneficiar dessa estratégia de segurança

Minha empresa sofreu um ataque ransomware: devo pagar ou não o resgate?

Força de senha: como criar senhas fortes para as credenciais?

A força de senha é um dos critérios considerados na criação de políticas de senhas. Afinal, essa é uma das medidas mais eficientes para evitar que as senhas sejam violadas. E se preocupar com isso é de suma importância para as organizações nos dias atuais. Isso porque...

As melhores práticas de prevenção contra roubo de dados

É importante ressaltarmos que com a transformação digital e o aumento na utilização dos meios digitais identificados nos últimos anos, houve também um disparo na prática de crimes cibernéticos, ou seja, aqueles crimes que ocorrem através dos meios virtuais. Esses...

Seguro Cibernético – Porque sua empresa deve considerar essa possibilidade

Contratar um seguro é uma estratégia de gestão de riscos, em que a organização transfere para um terceiro (no caso, a empresa de seguros) a responsabilidade sobre algum evento inesperado. Pensando nisso e com o aumento dos incidentes de segurança e vazamentos de...

Avaliação de riscos de segurança cibernética de acordo com a ISA/IEC 62443-3-2

Versão em inglês: https://gca.isa.org/blog/cybersecurity-risk-assessment-according-to-isa-iec-62443-3-2 À medida que a segurança cibernética para automação industrial continua a evoluir, torna-se cada vez mais importante entender, avaliar e gerenciar os riscos de...

Indústria 4.0 – O que é, e por que você precisa começar a pensar sobre isso?

Nos últimos anos, a adoção das tecnologias da Indústria 4.0, como automação, impressoras 3D, robótica e IoT está ganhando muita força entre os fabricantes. Essas tecnologias que fazem interface com o ciclo de vida da produção permitem que os negócios melhorem a...

Saiba como proteger sua empresa contra ameaças internas

 Imagine-se em uma sala de jantar em sua empresa com colegas e amigos desfrutando de uma refeição. De repente, as luzes piscam e os pertences de todos desaparecem misteriosamente. Os únicos suspeitos são aqueles no ambiente, incluindo você. Mas como encontrar o...
Copy link
Powered by Social Snap