BR +55 11 3069 3925 | USA +1 469 620 7643

Dúvidas comuns sobre solução de Gerenciamento de Acessos Privilegiados (PAM)

por | mar 14, 2022 | Blog

Com a tecnologia cada vez mais presente em nosso dia a dia,  tornou-se vital garantir a segurança das informações de sua empresa. O mercado oferece inúmeras ferramentas para evitar ataques cibernéticos e controlar o acesso interno a dados confidenciais. Uma das soluções mais eficientes que temos é o Gerenciamento de Acesso Privilegiado – PAM (Privileged Access Management).

Veja, a seguir, algumas das dúvidas mais comuns na hora de buscar uma solução prática e realmente eficiente para proteger a sua empresa:

 

O que são contas privilegiadas?

A todo momento surgem pessoas mal-intencionadas, em busca de falhas dentro dos sistemas das empresas para ter acesso a dados confidenciais. Essa ameaça pode ser tanto externa quanto interna. Por isso, cada vez mais, as organizações estão procurando soluções realmente capazes de proteger essas informações.

As contas privilegiadas são criadas para controlar o acesso a esses dados. Esse acesso costuma ser restrito apenas às pessoas que exercem cargos de chefia (alto escalão) e administradores da área de TI. Demais funcionários podem obter essas informações mediante a autorização da empresa.

Embora seja de extrema importância, o adequado controle muitas vezes acaba sendo falho. Daí a necessidade de contar com uma ferramenta realmente capaz de direcionar, rastrear e filtrar esses acessos. Dentre as mais eficientes, temos a solução PAM.

 

Por que devo investir em uma solução PAM?

A falta de controle no acesso de determinados dados dentro de uma corporação pode resultar em grandes transtornos, dentre eles, a perda de continuidade dos negócios. Muitos sistemas adotados acabam ficando vulneráveis devido à falta de uma supervisão eficiente.

Essa falta de controle abre margens para que ocorra o vazamento de informações, muitas delas confidenciais, dentro ou fora da empresa. Mas afinal, como garantir a privacidade desses conteúdos?

A solução PAM acaba sendo bastante eficiente nesse caso, pois ela utiliza estratégias e tecnologias de segurança que, juntas, são capazes de controlar o acesso privilegiado.

Além disso, ela faz uma restrição de quais usuários terão permissão de entrar em determinadas contas, aplicativos, dispositivos, processos e sistemas internos, além de controlá-los. Isso evita ataques externos, que podem ocorrer em razão do descuido de algum funcionário ou por compartilhamento de informações sigilosas dentro da empresa.

Para entender melhor como é feita essa gestão, fizemos um post explicando tudo sobre a solução PAM.

 

A solução PAM é realmente segura?

Muitas vezes associamos os ataques externos como os nossos únicos riscos. No entanto, ameaças internas também podem colocar toda uma organização em situação de vulnerabilidade.

Nem sempre elas estão associadas apenas às pessoas que trabalham na empresa. Nessa lista também podemos incluir prestadores de serviço, como consultores, terceirizados e fornecedores, e até mesmo ex-funcionários, que podem ter acesso aos seus dados mesmo afastados.

O acesso indevido pode resultar em danos causados de forma intencional ou acidental. Não importa a razão, em todos os casos, as consequências podem ser bem ruins e até mesmo irreversíveis.

Por isso, é comum que as pessoas tenham dúvidas se a solução PAM é realmente capaz de filtrar o acesso dessas pessoas. E a resposta para essa pergunta é sim! Ela é tão segura que é indicada por especialistas em cibersegurança. O Gartner, por exemplo, elegeu o PAM como projeto número 1 em segurança por 2 anos seguidos.

Quando o assunto é reduzir riscos dentro de uma organização, uma solução PAM é considerada uma das mais eficientes e indispensáveis. Vale ressaltar que é sempre importante contratar soluções com credibilidade no mercado.

O senhasegura, por exemplo, oferece soluções realmente eficientes, que protegem o cliente de possíveis roubos de dados, além de rastrear as ações dos administradores em redes, servidores, bancos de dados e dispositivos. Tudo isso é feito atendendo aos padrões de exigência global, como ISO 27001, PCI DSS, HIPAA e Sarbanes-Oxley.

Você está curtindo esse post? Inscreva-se para nossa Newsletter!

Newsletter Blog PT

12 + 4 =

Enviaremos newsletters e emails promocionais. Ao inserir meus dados, concordo com a Política de Privacidade e os Termos de Uso.

Como ela reduz a ameaça interna?

A solução PAM utiliza alguns recursos para mitigar as ameaças internas e externas. Um deles é através da proteção das credenciais dos seus dados mais confidenciais em um cofre central e seguro, ao qual poucas pessoas (com permissão) têm acesso.

O acesso privilegiado consegue ser limitado, de modo que apenas pessoas autorizadas possam consultar dados pessoais de clientes, segredos comerciais, negociações em andamento, propriedade intelectual, dados sobre finanças, entre outros.

O Gerenciamento de Acessos Privilegiados consegue direcionar quais acessos cada funcionário terá autorização. Sendo assim, eles só poderão consultar informações pertinentes ao exercício da sua função. Tudo isso será controlado pelo sistema, não importa se ele estiver trabalhando de forma presencial ou remota .

Além dos dados internos, para ter um controle maior de proteção contra ataques, é possível restringir também o acesso a conteúdos externos em sites e aplicativos que representem certo tipo de ameaça à segurança da empresa.

 

É possível proteger as minhas senhas na nuvem?

Sim. O senhasegura é a única empresa no Brasil que oferece um cofre de senhas nativo na nuvem. O serviço SaaS protege as suas credenciais, rotação de senhas, auditoria e monitoramento dessas contas privilegiadas.

Dessa forma, você minimiza as atribuições do setor administrativo de segurança e permite que o processo ocorra de forma eficiente e com menor custo. Por isso, são ideais para empresas de pequeno e médio porte devido às suas vantagens.

PAM é a mesma coisa que IAM?

Não. Embora ambas tenham o princípio de controlar os dados da empresa, as duas costumam funcionar de maneira complementar, cada uma com a sua funcionalidade.

Em um comparativo, podemos dizer que a PAM é um pouco mais elaborada. O Gerenciamento de Identidade e Acesso (IAM) é uma ferramenta utilizada para que os administradores consigam facilmente gerenciar os usuários e legitimar o acesso a certos recursos da empresa.

No entanto, esse tipo de sistema apresenta algumas lacunas quando o assunto é contas privilegiadas. É nesse momento que o PAM se torna essencial, pois atua de maneira mais ampla e detalhada. Essa solução consegue informar tudo o que está sendo feito, quais sessões foram iniciadas e quem está acessando determinadas informações.

Resumindo, uma solução PAM controla tudo o que se refere a esses dados dentro da empresa, conseguindo filtrar a acessibilidade e garantir um armazenamento seguro de todas as informações.

Tem mais alguma dúvida sobre o assunto? Entre em contato com o time senhasegura. Temos a certeza de que podemos ajudá-lo a encontrar o produto ideal para a sua necessidade. Assim, garantir a segurança da sua empresa não precisa ser mais uma preocupação, pois somos especialistas quando o assunto é Solução PAM. Visite o nosso site e conheça todos os nossos produtos e serviços.

Força de senha: como criar senhas fortes para as credenciais?

A força de senha é um dos critérios considerados na criação de políticas de senhas. Afinal, essa é uma das medidas mais eficientes para evitar que as senhas sejam violadas. E se preocupar com isso é de suma importância para as organizações nos dias atuais. Isso porque...

As 7 melhores práticas de gestão de patches de tecnologia operacional

Para proteger infraestruturas críticas contra invasores, a abordagem recomendada é a de pensar como eles. Ativos de Tecnologia Operacional (TO) vulneráveis são uma ótima oportunidade para agentes mal-intencionados. Quando os patches são lançados ao público, as...

As melhores práticas de prevenção contra roubo de dados

É importante ressaltarmos que com a transformação digital e o aumento na utilização dos meios digitais identificados nos últimos anos, houve também um disparo na prática de crimes cibernéticos, ou seja, aqueles crimes que ocorrem através dos meios virtuais. Esses...

Seguro Cibernético – Porque sua empresa deve considerar essa possibilidade

Contratar um seguro é uma estratégia de gestão de riscos, em que a organização transfere para um terceiro (no caso, a empresa de seguros) a responsabilidade sobre algum evento inesperado. Pensando nisso e com o aumento dos incidentes de segurança e vazamentos de...

Avaliação de riscos de segurança cibernética de acordo com a ISA/IEC 62443-3-2

Versão em inglês: https://gca.isa.org/blog/cybersecurity-risk-assessment-according-to-isa-iec-62443-3-2 À medida que a segurança cibernética para automação industrial continua a evoluir, torna-se cada vez mais importante entender, avaliar e gerenciar os riscos de...

Indústria 4.0 – O que é, e por que você precisa começar a pensar sobre isso?

Nos últimos anos, a adoção das tecnologias da Indústria 4.0, como automação, impressoras 3D, robótica e IoT está ganhando muita força entre os fabricantes. Essas tecnologias que fazem interface com o ciclo de vida da produção permitem que os negócios melhorem a...
Copy link
Powered by Social Snap