BR +55 11 3069 3925 | USA +1 469 620 7643

Gestão de Acesso Privilegiado

por | dez 28, 2021 | Blog

A implementação do gerenciamento de acesso privilegiado em uma empresa é fundamental para garantir que não haja roubos de informação e outros problemas de segurança.

Os chamados ciberataques são os responsáveis, por exemplo, pelo roubo e sequestro de informações em troca de dinheiro, causando diversos prejuízos para a continuidade dos negócios de uma organização. Eles têm se tornado muito comuns e sua ação pode causar não apenas perdas financeiras, mas também de imagem e reputação.

Infelizmente, a tendência é que, com o passar dos anos, esses ciberataques se tornem cada vez mais severos e que o seu número de ocorrências cresça.

Com este cenário, cresce também a importância da gestão de acesso privilegiado. Os ciberataques acontecem por meio de métodos clássicos de malwares e phishing ou da exploração de vulnerabilidades zero-day dos softwares, além de técnicas avançadas de engenharia social.

Com tudo isso, o gerenciamento de acesso privilegiado chega para ajudar e garantir o funcionamento das organizações. Assim, ele cobre a necessidade de proteger dados, redes e dispositivos de ações maliciosas.

O Gartner, em seu documento Gartner Top 10 Security Projects, elegeu a Gestão de Acesso Privilegiado (PAM) como a prioridade número 1 em projetos de segurança. Afinal, o que é Gestão de Acesso Privilegiado e por que ela é considerada tão importante? É sobre isso que  abordamos hoje.

O que é acesso privilegiado?

Antes de explicar o que é Gestão de Acesso Privilegiado, precisamos entender o que é acesso ou credencial privilegiada. 

A todo momento, surgem pessoas mal-intencionadas em busca de falhas dentro dos sistemas das empresas para ter acesso a dados confidenciais. Essa ameaça pode ser tanto externa quanto interna. Por isso, cada vez mais, as organizações estão procurando soluções realmente capazes de proteger essas informações.

As contas privilegiadas são criadas para controlar o acesso a esses dados. Esse acesso costuma ser restrito às pessoas que exercem cargos de chefia (alto escalão) e administradores da área de TI. Demais funcionários podem obter essas informações apenas mediante a autorização da empresa.

Por meio das credenciais privilegiadas, é possível realizar mudanças significativas em dispositivos e aplicações instalados na infraestrutura, o que em muitos casos pode afetar a continuidade dos negócios. Quando utilizada de forma maliciosa, o impacto pode causar sérios danos, desde violações de itens de conformidade, que podem levar a pesadas sanções, até incidentes de segurança, que resultam em redução de confiança de partes interessadas e perda de receita.

Embora seja de extrema importância, o adequado controle, muitas vezes, acaba sendo falho. Daí a necessidade de contar com uma ferramenta realmente capaz de direcionar, rastrear e filtrar esses acessos. Dentre as mais eficientes, temos a solução PAM.

O que é uma solução de Gestão de Acesso Privilegiado (PAM)?

O Gerenciamento de Acesso Privilegiado, também chamado de Gerenciamento de Identidades Privilegiadas, permite às organizações protegerem suas credenciais privilegiadas. Além disso, o PAM assegura a efetividade das políticas de privilégio mínimo, reduzindo os vetores de ataque e eventuais vazamentos de dados.

O Gartner considera que uma solução PAM auxilia organizações a fornecerem acesso privilegiado a ativos críticos de forma segura, além de atender a requisitos de conformidade, a partir da gestão e monitoramento de acessos e contas privilegiadas. 

Basicamente, uma solução PAM age como um repositório seguro de credenciais dos dispositivos instalados no ambiente. Com base na gestão dos privilégios de usuários, é possível permitir que eles acessem apenas os dados necessários para a execução de suas atividades. Assim, o time de segurança da informação pode configurar os perfis de acessos dos usuários, evitando-se acessos indevidos a sistemas e dados.

O que é o princípio do privilégio mínimo?

O princípio do privilégio mínimo é um dos pilares da segurança da informação, seu principal objetivo é conceder aos usuários o acesso de ambientes que são necessários para a realização de suas tarefas de trabalho. Ou seja, com o princípio do privilégio mínimo, os usuários não acessam ambientes que não lhes convêm, evitando ameaças internas, vazamento de dados e facilitação de hackers em ambientes críticos de uma empresa.

Através da solução senhasegura, você possui várias travas de segurança que garantem que os usuários acessem apenas os ambientes que lhes são convenientes, além de monitorar a maneira que o usuário está realizando o acesso privilegiado, a solução senhasegura registra, grava e notifica os responsáveis pela segurança da informação qualquer ação maliciosa dentro da sessão privilegiada.

Através dessa simples prática, minimiza-se significativamente as chances de um cibercriminoso acessar dados sigilosos de sua empresa e extrair informações.

Como é feito o acesso privilegiado?

O acesso privilegiado aos dispositivos pode ser realizado de duas maneiras: manualmente (menos recomendado); e por meio de soluções específicas de Gestão de Acesso Privilegiado (PAM). Neste segundo caso, o PAM controla o acesso administrativo aos sistemas críticos de uma empresa para ajudá-las a atingir os seus objetivos de cibersegurança.

O controle das ações privilegiadas permite proteger os sistemas de TI de uma empresa contra qualquer tentativa de realizar ações maliciosas, como modificações indevidas no ambiente e roubo de informações. Essas ações barradas podem ser tanto de dentro quanto de fora da empresa.

Nesse contexto, utilizar uma tecnologia de gerenciamento de acesso privilegiado é fundamental para otimizar a implantação de uma infraestrutura de cibersegurança nas empresas.

Além disso, a necessidade do uso efetivo de técnicas de gerenciamento de acesso privilegiado nunca foi tão grande, pois os tradicionais mecanismos de defesa, como antivírus, VPNs e firewalls, estão sujeitos a muitas falhas atualmente.

Assim, uma solução de PAM deve ser capaz de:

  • Permitir que a organização defina uma série de parâmetros flexíveis para controle de acesso privilegiado, como janela de acesso, restrições de acesso para usuários específicos ou sistemas ou limitação de acesso em recursos necessários para executar uma tarefa.
  • Ser um repositório único das credenciais administrativas em todos os sistemas e ambientes da organização, resultando em redução de tempo de auditoria e investigações de incidentes.
  • Associar o controle de usuário baseado em papéis a sistemas críticos, aplicações e serviços, permitindo a ligação entre um usuário privilegiado e um indivíduo, melhorando a granularidade de controle e visibilidade.
  • Fornecer uma solução de auditoria e relatórios que seja escalável, pesquisável e abrangente, para atividades de usuários em sistemas críticos, com a capacidade de permitir a visualização de comandos e de sessões nesses sistemas.
  • Centralizar a visibilidade e controle de privilégio por meio de uma plataforma única de gerenciamento, políticas e relatórios por todos os dispositivos e usuários, resultando em aumento de eficiência e unificação da abordagem de gerenciamento em todo o ambiente.
  • Integrar as atividades de auditoria de tarefas de usuário, como o Syslog, com outras tecnologias de monitoramento e relatórios, como o SIEM (Gerenciamento e Correlação de Eventos de Segurança).
  • Reforçar as políticas de privilégio mínimo para um controle granular de direitos administrativos, ao mesmo tempo em que facilita a elevação de privilégios sem a necessidade de atribuir acesso de administrador ou de root.
  • Escalar o gerenciamento de todas as credenciais em uma série de sistemas operacionais e plataformas.

Mediante uma arquitetura sem necessidade de instalação de agentes, o senhasegura oferece um ponto de acesso centralizado aos sistemas críticos. Suas funcionalidades permitem reforçar o controle de acesso, limitando o acesso do usuário apenas ao que foi previamente autorizado, respeitando o critério do privilégio mínimo. 

Desta maneira, o senhasegura oferece total visibilidade de quem possui acesso a esses sistemas e quais ações foram executadas com as credenciais privilegiadas.

Algumas funcionalidades do senhasegura incluem:

Gestão de Credenciais

Permite o armazenamento seguro de senhas e a gestão do acesso de forma centralizada. A partir da definição de Grupos de Acesso para segregação de papéis, é possível configurar acessos pré-aprovados, emergenciais ou a começar de workflows com aprovação única ou múltipla, sem que o usuário tenha acesso à senha da credencial.

Gravação de Sessão

Permite o rastreamento de qualquer ação realizada durante uma sessão privilegiada, com o objetivo de atender qualquer demanda de auditoria ou das autoridades de privacidade de dados. Além disso, a função livestream permite acompanhamento em tempo real das sessões em andamento e possibilidade de encerramento de uma sessão remotamente.

Identidade de Aplicações

O senhasegura utiliza um template próprio para troca da senha das credenciais de aplicações, e armazena a nova senha de forma criptografada em seu banco de dados. A credencial pode ser consultada diretamente pela API de conexão da solução ou injetada diretamente no pool de conexão do servidor de aplicação.

Quando utilizada para gerenciar acessos privilegiados em sistemas organizacionais e plataformas que armazenam ou protegem a integridade de dados sensíveis, o senhasegura oferece um ponto de acesso centralizado aos sistemas críticos. Suas funcionalidades permitem reforçar o controle de acesso, limitando o acesso do usuário apenas ao que foi previamente autorizado, respeitando o critério do privilégio mínimo.

Desta maneira, o senhasegura oferece total visibilidade de quem possui acesso a esses sistemas e quais ações foram executadas por meio de credenciais privilegiadas. Finalmente, controle e visibilidade sobre ações privilegiadas são fatores-chave para que a organização esteja em conformidade com uma série de exigências regulatórias para proteção de sistemas. Com isso, é possível garantir conformidade e assegurar a continuidade dos negócios.

Você está curtindo esse post? Inscreva-se para nossa Newsletter!

Newsletter Blog PT

10 + 10 =

Enviaremos newsletters e emails promocionais. Ao inserir meus dados, concordo com a Política de Privacidade e os Termos de Uso.

Por que devo investir em uma solução PAM?

A falta de controle no acesso de determinados dados dentro de uma corporação pode resultar em grandes transtornos, dentre eles, a perda de continuidade dos negócios. Muitos sistemas adotados acabam ficando vulneráveis devido à falta de uma supervisão eficiente.

Essa falta de controle abre margens para que ocorra vazamento de informações, muitas delas confidenciais, dentro ou fora da empresa. Mas afinal, como garantir a privacidade desses conteúdos?

A solução PAM acaba sendo bastante eficiente nesse caso, pois ela utiliza estratégias e tecnologias de segurança que, juntas, são capazes de controlar o acesso privilegiado.

Além disso, ela faz uma restrição de quais usuários terão permissão de entrar em determinadas contas, aplicativos, dispositivos, processos e sistemas internos, além de controlá-los. Isso evita ataques externos, que podem ocorrer em razão do descuido de algum funcionário ou por compartilhamento de informações sigilosas dentro da empresa.

A solução PAM é realmente segura?

Muitas vezes associamos os ataques externos como os nossos únicos riscos. No entanto, ameaças internas também podem colocar toda uma organização em situação de vulnerabilidade.

Nem sempre elas estão associadas apenas às pessoas que trabalham na empresa. Nessa lista também podemos incluir prestadores de serviço, como consultores, terceirizados e fornecedores, e até mesmo ex-funcionários, que podem ter acesso aos seus dados, mesmo afastados.

O acesso indevido pode resultar em danos causados de forma intencional ou acidental. Não importa a razão, em todos os casos, as consequências podem ser bem ruins e até mesmo irreversíveis.

Por isso, é comum que as pessoas tenham dúvidas se a solução PAM é realmente capaz de filtrar o acesso dessas pessoas. E a resposta para essa pergunta é sim! Ela é tão segura que é indicada por especialistas em cibersegurança. O Gartner, por exemplo, elegeu o PAM como projeto número 1 em segurança por 2 anos seguidos.

Quando o assunto é reduzir riscos dentro de uma organização, uma solução PAM é considerada uma das mais eficientes e indispensáveis. Vale ressaltar que é sempre importante contratar soluções com credibilidade no mercado.

O senhasegura, por exemplo, oferece soluções realmente eficientes, que protegem o cliente de possíveis roubos de dados, além de rastrear as ações dos administradores em redes, servidores, bancos de dados e dispositivos. Tudo isso é feito atendendo aos padrões de exigência global, como ISO 27001, PCI DSS, HIPAA e Sarbanes-Oxley.

 

Como ela reduz a ameaça interna?

A solução PAM utiliza alguns recursos para mitigar as ameaças internas e externas. Um deles é através da proteção das credenciais dos seus dados mais confidenciais em um cofre central e seguro, ao qual poucas pessoas têm acesso.

O acesso privilegiado consegue ser limitado, de modo que apenas pessoas autorizadas possam consultar dados pessoais de clientes, segredos comerciais, negociações em andamento, propriedade intelectual, dados sobre finanças, entre outros.

O Gerenciamento de Acessos Privilegiados consegue direcionar quais acessos cada funcionário terá autorização. Sendo assim, eles só poderão consultar informações pertinentes ao exercício da sua função. Tudo isso será controlado pelo sistema, não importa se ele estiver trabalhando de forma presencial ou remota.

Além dos dados internos, para ter um controle maior de proteção contra ataques, é possível restringir também o acesso a conteúdos externos em sites e aplicativos que representem certo tipo de ameaça à segurança da empresa.

É possível proteger as minhas senhas na nuvem?

Sim. O senhasegura é a única empresa no Brasil que oferece um cofre de senhas nativo na nuvem. O serviço SaaS protege as suas credenciais, rotação de senhas, auditoria e monitoramento dessas contas privilegiadas.

Dessa forma, você minimiza as atribuições do setor administrativo de segurança e permite que o processo ocorra de forma eficiente e com menor custo. Por isso, são ideais para empresas de pequeno e médio porte devido às suas vantagens.

PAM é a mesma coisa que IAM?

Não. Embora ambas tenham o princípio de controlar os dados da empresa, as duas costumam funcionar de maneira complementar, cada uma com a sua funcionalidade.

Em um comparativo, podemos dizer que a PAM é um pouco mais elaborada. O Gerenciamento de Identidade e Acesso (IAM) é uma ferramenta utilizada para que os administradores consigam facilmente gerenciar os usuários e legitimar o acesso a certos recursos da empresa.

No entanto, esse tipo de sistema apresenta algumas lacunas quando o assunto é contas privilegiadas. É nesse momento que o PAM se torna essencial, pois atua de maneira mais ampla e detalhada. Essa solução consegue informar tudo o que está sendo feito, quais sessões foram iniciadas e quem está acessando determinadas informações.

Resumindo, uma solução PAM controla tudo o que se refere a esses dados dentro da empresa, conseguindo filtrar a acessibilidade e garantir um armazenamento seguro de todas as informações.

Para quem é recomendado?

O senhasegura é uma solução líder global em gerenciamento de acesso privilegiado com a missão de eliminar o abuso de privilégios em organizações de todo o mundo.

A solução é recomendada para as empresas nos seguintes cenários:

  • Empresas com mais de 10 usuários.
  • Empresas que receberam pontos de atenção em auditoria.
  • Empresas que devem estar em conformidade com normas e regulações de cibersegurança.
  • Empresas que desejam implementar as melhores práticas de segurança.
  • Empresas que sofreram algum incidente de segurança.
  • Empresas que precisam reduzir custos operacionais.

O senhasegura permite que as empresas implementem os mais rigorosos e complexos controles de acesso a credenciais com privilégios de maneira automatizada e centralizada, protegendo a infraestrutura de TI de violações de dados e potenciais violações de conformidade.

Ele também está pronto para atender requisitos de negócios e conformidade de mercado como LGPD, GDPR, PCI DSS, SOX, NIST, HIPAA, ISO 27001 e ISA 62443.

Gartner elege o senhasegura como uma das melhores soluções para Gestão de Acesso Privilegiado no mundo

O Gartner é uma empresa reconhecida por prestar consultoria e pesquisa imparcial de alta qualidade sobre diversos mercados, além de fornecer informações e insights valiosos para toda a comunidade de tecnologia. Além de fazer parte do S&P 500, índice das 500 maiores empresas de capital aberto nos Estados Unidos, o Gartner fornece pesquisas e análise de soluções em áreas como finanças, legal, conformidade e Tecnologia da Informação.

Para apoiar a sua estratégia e auxiliar organizações de todos os tamanhos a escolher quais soluções implantar em sua infraestrutura, os líderes de TI devem utilizar as ferramentas desenvolvidas pelo Gartner, como os relatórios Magic Quadrant ou Quadrante Mágico. 

O Quadrante Mágico do Gartner usa um conjunto uniforme de critérios de avaliação com resultados representados em forma gráfica mostrando o posicionamento competitivo de diferentes fornecedores de produtos e serviços digitais em diferentes mercados. Essa representação facilita a verificação de como esses fornecedores atendem os diferentes requisitos de mercado e atuam em relação à visão de mercado do Gartner.

O Gartner utiliza uma metodologia de análise qualitativa de dados para indicar tendências de diferentes mercados. Essa análise inclui direcionamento e maturidade de diferentes mercados, além dos seus respectivos players. As análises desenvolvidas pelo Gartner são elaboradas para indústrias de tecnologia específicas, inclusive o PAM, e são atualizadas a cada período de um ou dois anos.

O objetivo deste relatório Gartner Quadrante Mágico para Privileged Access Management 2021 é divulgar as principais soluções de PAM do mercado. O senhasegura foi reconhecido como Challenger e recebeu destaque no relatório de 2021 como a segunda melhor solução PAM do mundo em habilidade de execução.

Veja os principais pontos apresentados no Gartner Magic Quadrant for Privileged Access Management 2021:

  • A melhor solução de todas para account discovery e onboarding.
  • Uma das soluções PAM mais avançadas tecnicamente.
  • Feedback positivo dos clientes sobre facilidade de uso, interface amigável e funcionalidades de rápida implementação.
  • Preço altamente competitivo, com cotações abaixo da média para todos os cenários avaliados.

A consultoria Gartner não patrocina ou endossa nenhum fornecedor, produto ou serviço descrito em suas publicações de pesquisa e relatórios, e não aconselha aos usuários de produtos de tecnologia a selecionar somente os fornecedores com altas classificações ou outras indicações. As publicações de relatórios do Gartner consistem nas opiniões da organização baseadas nas pesquisas feitas pela consultoria e não devem ser interpretadas como fatos ou afirmações absolutas. A Gartner se isenta de todas as declarações, expressas ou implícitas, com relação a este relatório, incluindo quaisquer responsabilidades sobre comercialização ou adequação a objetivos específicos

Gostou deste post? Agora que você já conhece alguns mitos e verdades sobre gerenciamento de acesso privilegiado, conheça o trabalho do senhasegura. Entre em contato e solicite uma Demo.

Força de senha: como criar senhas fortes para as credenciais?

A força de senha é um dos critérios considerados na criação de políticas de senhas. Afinal, essa é uma das medidas mais eficientes para evitar que as senhas sejam violadas. E se preocupar com isso é de suma importância para as organizações nos dias atuais. Isso porque...

Resolvendo questões da conformidade com a LGPD com a Gestão de Acesso Privilegiado

Em razão do crescente desenvolvimento tecnológico no mercado, podemos perceber claramente o quanto mudou a tendência de compra dos consumidores de produtos e serviços. Por meio de tecnologias mais práticas, como é o caso de celulares, notebooks e tablets, a facilidade...

O que é a ISO 27001 e como ela pode beneficiar seu negócio?

A International Organization for Standardization é uma agência internacionalmente conhecida e respeitada que gerencia e estrutura padrões para várias áreas, incluindo segurança cibernética.  A ISO 27001 é uma abordagem sistemática para gerenciar informações...

Acesso de terceiros: um problema crescente para as organizações de hoje

 A extensão do uso de terceiros para execução de atividades nas empresas hoje é realmente surpreendente. As empresas estão procurando cada vez mais terceirizar funções e operações internas e serviços externos.  De acordo com um estudo do governo Britânico, um quarto...

Saúde em Cibersegurança: O que é e como se adequar a HIPAA

As violações de segurança na infraestrutura causam danos nas organizações de saúde. Uma vulnerabilidade na rede de segurança cibernética de um hospital pode expor dados confidenciais de pacientes para aqueles com intenção maliciosa de usar e tirar vantagem deles. Os...

O que é o NIST e por que ele é fundamental para a segurança cibernética?

Organizações de todos os tipos estão cada vez mais sujeitas a roubo e perda de dados, seja o ativo informações do cliente, propriedade intelectual ou arquivos confidenciais da empresa.  O governo federal americano e, portanto, seus contratados privados há muito...
Copy link
Powered by Social Snap