BR +55 11 3069 3925 | USA +1 469 620 7643

HIPAA: cinco dicas para estar em conformidade com a certificação

por | nov 19, 2021 | Blog

O que é a HIPAA? Atualmente, essa é uma das perguntas feitas com maior frequência por diversos profissionais que trabalham no setor da saúde, ainda mais em tempos de Covid-19.

Mas por que ela é tão importante e quais os seus benefícios para as empresas de saúde? Primeiramente, é fundamental estar em conformidade com a HIPAA para garantir a realização de procedimentos mais seguros em relação ao tratamento de algumas informações essenciais.

No entanto, é preciso ressaltar que essa lei é norte-americana. Com base nisso, não existe um documento ou certificado no Brasil capaz de atestar que a sua empresa está trabalhando em conformidade com a HIPAA.

Em vista disso, agir de acordo com a HIPAA significa trabalhar em conformidade com as normas estabelecidas por uma lei estrangeira.

Entretanto, seguir essas diretrizes é um movimento que, felizmente, vem ganhando muitos adeptos no Brasil.

É preciso levar em consideração que a HIPAA é extremamente importante, pois objetiva garantir a segurança da informação em todas as empresas que atuam no setor de saúde.

Pensando nisso, preparamos um artigo com cinco dicas fundamentais para ajudar a sua empresa a trabalhar em conformidade com essa lei. Confira!

1. Conheça a HIPAA detalhadamente

Por que é importante conhecer todos os detalhes da HIPAA? Para ter a certeza de que todos os seus pontos serão cumpridos.

Como mencionado, a HIPAA (Health Insurance Portability and Accountability Act) é uma lei de origem estrangeira e aplicável nos Estados Unidos.

Ela pode ser descrita, portanto, como um grupo de normas direcionadas às empresas do setor de saúde.

O objetivo é garantir a proteção dos dados. Apesar da HIPAA se aplicar legalmente ao território norte-americano, essa lei vem inspirando muitas entidades espalhadas ao redor do planeta que fazem parte do universo healthcare.

Essas empresas movem diversos recursos no intuito de se adaptarem às normas e diretrizes estipuladas pela HIPAA.

O intuito é praticar procedimentos que garantam a segurança reforçada em relação às informações que transitam na área de saúde.

Como resultado, os clientes se mostram mais seguros, sentem-se confiantes para fazer negócios com as empresas que se adaptam a essa lei estrangeira.

Dessa forma, é possível aumentar a credibilidade da sua marca em meio a um mercado que se mostra cada vez mais competitivo.

Requisitos para estar em conformidade com a HIPAA

Alguns requisitos devem ser adotados por todas as empresas que almejam agir em conformidade com a HIPAA.

Afinal, eles indicam os padrões necessários para efetuar a proteção dos prontuários eletrônicos dos médicos e dos pacientes.

Com base nisso, pode-se dizer que essa lei foi criada visando abranger diversos objetivos como:

  • Oferecer melhorias ao setor de saúde.
  • Garantir um alto nível de segurança das informações e da privacidade do paciente.
  • Determinar que as empresas de saúde ofereçam os registros médicos para os pacientes sempre que forem solicitados.

2. Avalie a infraestrutura da sua empresa de acordo com a HIPAA

Uma das questões principais para as empresas que almejam cumprir as normas da HIPAA consiste em uma análise minuciosa em relação a sua estrutura de TI.

Para isso, é necessário ter uma ampla visão sobre as possíveis vulnerabilidades e riscos que poderão aparecer no decorrer das atividades.

Em vista disso, será possível identificar as lacunas sensíveis para que se possa aderir completamente a essa lei.

Outra questão interessante trata-se de avaliar as práticas de segurança da informação presentes na organização e compreender se o nível de segurança proporcionado por elas é ideal.

Analise se essas práticas têm a capacidade de garantir a confidencialidade às informações de saúde, bem como a segurança dos dados considerados mais sensíveis.

Uma dica eficiente consiste em observar os procedimentos que estão sendo realizados para obter os recursos capazes de corrigir as ameaças atuais, adequando-se às diretrizes da HIPAA.

Você está curtindo esse post? Inscreva-se para nossa Newsletter!

Newsletter Blog PT

6 + 12 =

Enviaremos newsletters e emails promocionais. Ao inserir meus dados, concordo com a Política de Privacidade e os Termos de Uso.

3. Utilize práticas eficientes para corrigir as ameaças atuais

As normas focam principalmente as ações que visam proteger as possíveis ameaças à integridade e segurança da informação.

Dessa forma, uma empresa não pode divulgar e utilizar os dados não autorizados pelos pacientes.

Sob o mesmo aspecto, os procedimentos devem zelar pela confidencialidade, integridade e disponibilidade em relação às informações protegidas de saúde.

Com base nisso, se adequar às diretrizes da HIPAA demanda uma postura consciente e um conhecimento aprofundado.

Por esse motivo, após realizar a análise de toda a infraestrutura, será importante utilizar as melhores práticas de segurança para corrigir as possíveis vulnerabilidades da empresa.

Muitas vezes, essa correção pode consistir unicamente em algumas questões técnicas, por exemplo, a utilização de um firewall mais adequado ou uma atualização do sistema.

Em outras situações, as questões podem exigir ações mais complexas e detalhadas.

Por isso, é importante e recomendado recorrer à ajuda de especialistas ou empresas especializadas nesse tipo de serviço desde a etapa inicial.

Além de apresentarem um forte conhecimento sobre a HIPAA, esses profissionais entendem sobre as melhores práticas a serem utilizadas para se adequar à lei, ajudando a empresa a analisar e melhorar toda a estrutura de TI.

4. Busque ajuda para estar em conformidade com os padrões da HIPAA

É preciso considerar que a HIPAA ainda é um pouco desconhecida no Brasil.

Entretanto, as suas normas vêm chamando a atenção de diversas empresas da área de saúde.

Provavelmente, elas buscam conhecer mais a fundo a HIPAA e os seus aspectos fundamentais para compreender as melhores formas de se adequar às suas diretrizes.

Uma questão de extrema importância é garantir a proteção das informações e da privacidade do paciente.

Mediante isso, reflita se a sua empresa está realmente capacitada para lidar com as possíveis ameaças cibernéticas.

Vale a pena ressaltar que para cumprir todas as determinações da lei, pode ser necessário recorrer ao auxílio de um profissional capacitado.

Afinal, uma empresa especializada será capaz de remodelar a infraestrutura da sua organização, proporcionando total proteção e segurança aos dados nela existentes.

5. Treinamento dos funcionários

Para cumprir as diretrizes da HIPAA, é importante estimular os funcionários a utilizar as normas adequadas à legislação.

Portanto, é fundamental fornecer treinamentos aos colaboradores da empresa de saúde.

Primeiramente, é importante incentivá-los a desenvolver uma ampla visão em conformidade com a HIPAA, respeitando todos os parâmetros aplicáveis às organizações.

Esse treinamento também deve informar sobre as responsabilidades referentes aos associados comerciais e as entidades cobertas.

Outro quesito importante consiste na explicação sobre as questões que se classificam como informação protegida de saúde (IPS) e as melhores maneiras de lidar com os dados dos pacientes de menor idade.

Gostou do conteúdo? Então entre em nosso site e solicite uma demonstração. 

Força de senha: como criar senhas fortes para as credenciais?

A força de senha é um dos critérios considerados na criação de políticas de senhas. Afinal, essa é uma das medidas mais eficientes para evitar que as senhas sejam violadas. E se preocupar com isso é de suma importância para as organizações nos dias atuais. Isso porque...

Por que a seguranca cibernética deve ser uma preocupação durante a copa do mundo no Catar

Por que a segurança cibernética deve ser uma preocupação durante a[dnxte_text_highlight highlight_text="copa do mundo no catar?" heading_tag="h1" highlight_alignment="center" stroke_color="#ee1752" display_type_select="on" _builder_version="4.19.0"...

Os 7 principais tipos de ataques de phishing e como se prevenir

A engenharia social, no contexto da segurança da informação, consiste em práticas realizadas por hackers com o objetivo de manipular usuários para que efetuem ações que vão contra seus interesses, explorando sua vulnerabilidade e falta de conhecimento para obter...

ISO 27001 – Qual a importância de termos conquistado a certificação

O processo de transformação digital nas organizações tem se intensificado em empresas de todos os tamanhos e segmentos, e é considerado um fator essencial para o sucesso dos negócios. Uma das principais consequências desse processo é o crescimento exponencial na...

Princípio do Privilégio Mínimo: entenda a importância desse conceito

Conceder acesso de administrador a um usuário que sequer tem tempo de explicar o motivo pelo qual precisa dessa permissão não é uma maneira eficiente de solucionar problemas de uma empresa e sim de prejudicar sua segurança.  Isso porque dados sensíveis podem cair nas...

Como evitar ataques DDoS na sua empresa?

Existem vários métodos pelos quais agentes maliciosos atacam sites e desestabilizam serviços e recursos de rede. Uma das técnicas mais utilizadas é o ataque DDoS, que significa negação de serviço distribuída. Por meio desse ataque, um site acaba se tornando inoperante...