BR +55 11 3069 3925 | USA +1 469 620 7643

Gartner e PAM: o que uma das mais importantes consultorias do mundo diz sobre esta solução de cibersegurança?

por | nov 3, 2022 | Blog

Todos nós, em algum momento, já ouvimos falar em transformação digital. Esse fenômeno atinge empresas de todas as verticais e portes e vem ganhando destaque no mercado. 

A transformação digital exige cada vez mais que os líderes organizacionais adaptem suas estratégias para atender aos novos e mais exigentes requisitos de negócios. Isso inclui aspectos como experiência do cliente, agilidade e melhoria de seus processos de negócios.

Assim, atender a essas novas demandas do mercado tornou-se muito mais do que uma tendência, é um imperativo empresarial. 

Essas ações incluem a implementação de soluções tecnológicas nas organizações para otimizar suas operações, reduzir custos e, assim, entregar a melhor experiência aos seus clientes.

Para atender às novas exigências decorrentes do processo de transformação digital, os fornecedores do mercado, inclusive de TI, desenvolveram soluções para serem implementadas pelas empresas. 

Com tantas opções disponíveis, muitas vezes é difícil para as equipes organizacionais escolherem as melhores soluções que atendam às suas necessidades e possam preencher as lacunas criadas por essas novas exigências do mercado.

Porém, a boa notícia para quem está a frente de uma organização, é que o Gartner apresenta as principais tendências tecnológicas que impactam nos negócios, entre elas, o PAM, conforme explicamos mais detalhadamente a seguir. Para facilitar sua leitura, dividimos nosso texto por tópicos, são eles:

  • Gartner: o que é?
  • Por que utilizar estratégias de segurança apoiadas pelo Gartner?
  • Quadrante Mágico do Gartner: qual sua importância para o mercado?
  • Gartner e PAM: o que a consultoria diz sobre essa solução?
  • Sobre o senhasegura
  • Conclusão

Boa leitura!

Gartner: o que é?

O Gartner é uma empresa reconhecida por fornecer consultoria e pesquisa imparciais e de alta qualidade em muitos mercados, além de fornecer informações e insights valiosos para toda a comunidade de tecnologia. 

Além de fazer parte do S&P 500, índice das 500 maiores empresas de capital aberto dos Estados Unidos, o Gartner fornece pesquisa e análise de soluções em áreas como finanças, jurídico, compliance e tecnologia da informação.

Por meio de seus mais de 15 mil funcionários, o Gartner também contribui para determinar os padrões de TI em vigor e as tendências de mercado que se tornarão realidade no futuro. Seu alcance é global, estando presente em mais de 100 países.

O Gartner fornece pesquisas de mercado estratégicas e ferramentas para que líderes de TI construam suas estratégias e ajudem na tomada de decisões.

Mais de 15 mil empresas estão listadas como clientes do Gartner em todo o mundo. Para se ter uma ideia de sua relevância para o mercado, 73% das empresas que compõem o Fortune Global 500 – ranking anual das 500 maiores empresas elaborado pela revista Fortune – são clientes do Gartner e utilizam seus serviços em suas estratégias de negócios.

Por que utilizar estratégias de segurança apoiadas pelo Gartner?

Quando os líderes organizacionais e de segurança não utilizam as ferramentas adequadas para escolherem soluções de segurança, como é o caso do PAM, sugerido pelo Gartner, a instituição está sujeita a não implementar as ferramentas apropriadas para resolver seus problemas de negócios. Ou pior ainda: as empresas podem até implementar essas soluções e não aproveitar totalmente todas as funcionalidades oferecidas por essas tecnologias.

Isso porque, em muitos casos, as soluções escolhidas podem não estar alinhadas com a estratégia e as necessidades da organização. Ao não adaptar suas operações às mudanças exigidas por fenômenos como a transformação digital, as organizações podem sofrer com quedas de desempenho, produtividade, agilidade e eficácia na execução de suas estratégias de negócios.

Quando isso ocorre, as companhias estão sujeitas a maiores riscos comerciais e de segurança cibernética. Além disso, estão sujeitas a não obter maior vantagem competitiva sobre seus concorrentes de mercado, o que pode afetar a continuidade de suas operações.

Para apoiar sua estratégia e ajudar organizações de todos os tamanhos a escolher quais soluções implantar em sua infraestrutura, é extremamente indicado aos líderes de TI usarem ferramentas desenvolvidas pelo Gartner, como os relatórios do Quadrante Mágico.

 

Você está curtindo esse post? Inscreva-se para nossa Newsletter!

13 + 6 =

Enviaremos newsletters e emails promocionais. Ao inserir meus dados, concordo com a Política de Privacidade e os Termos de Uso.

Quadrante Mágico do Gartner: Qual sua importância para o mercado?

O Quadrante Mágico do Gartner usa um conjunto uniforme de critérios de avaliação com resultados representados em uma forma gráfica, que mostra o posicionamento competitivo de diferentes fornecedores de produtos e serviços digitais, em diferentes mercados. 

Essa representação facilita a visualização de como esses fornecedores atendem aos diferentes requisitos do mercado e trabalham de acordo com a visão de mercado do Gartner.

O Gartner usa uma metodologia de análise de dados qualitativos para indicar tendências em diferentes mercados, como é o caso do PAM. Essa análise inclui a direção e a maturidade dos diferentes mercados, além de seus respectivos players. As análises desenvolvidas pela empresa são personalizadas para setores de tecnologia específicos, e são atualizadas a cada um ou dois anos.

O Quadrante Mágico para PAM permite que os líderes de segurança avaliem diferentes fornecedores e seu posicionamento de mercado, bem como sua visão e desempenho de acordo com a visão de mercado do Gartner.

Isso é feito por meio dos dois eixos do quadrante: um eixo que representa a percepção de mercado do fornecedor, denominado Completude da Visão, e outro que reflete a capacidade de execução de sua visão de mercado.

O gráfico com os dois eixos é dividido em quatro quadrantes, que indicam as capacidades de diferentes fornecedores com relação aos aspectos Capacidade de Execução e Completude da Visão.

Os diferentes quadrantes do Quadrante Mágico são: Niche Players, Visionnaries, Challengers e Leaders.

O Quadrante Mágico é o primeiro passo para entender o que esses fornecedores e suas tecnologias associadas fazem. Essa ferramenta ajuda a organização a entender visões, roteiros estratégicos e toda a sua capacidade de operar de acordo com suas necessidades específicas.

Gartner e PAM: o que a consultoria diz sobre essa solução?

Falando especificamente sobre o mercado de Privileged Access Management (PAM), o Gartner lançou o relatório Magic Quadrant com 14 fornecedores em 2018. No entanto, a cada ano esse número vem diminuindo: em 2020, 12 fornecedores foram listados, e o último relatório, divulgado em julho de 2021, trouxe apenas 10 fornecedores de tecnologia PAM. 

Segundo o analista do Gartner, o “ar está mais rarefeito”, ou seja, o mercado de PAM está ainda mais competitivo do que em anos anteriores. 

Os Quadrantes Mágicos do Gartner são importantes porque influenciam as decisões de compra de organizações de todos os tamanhos e verticais. As grandes empresas geralmente recorrem aos seus relatórios para apoiarem estratégias próprias e escolherem quais fornecedores de TI contratarão.

Ao usar as informações do relatório dos Quadrantes Mágicos, os líderes organizacionais e de segurança podem entender melhor a dinâmica dos diferentes mercados cobertos pelo Gartner e a importância de recursos como o PAM

Além disso, aqueles que usam relatórios desenvolvidos pelo Gartner podem obter rapidamente informações sobre os diferentes fornecedores de forma centralizada. Também é possível conhecer os pontos fortes e fracos das soluções avaliadas nos relatórios, permitindo-lhes escolher de forma assertiva as melhores ferramentas para atender suas necessidades de negócios.

 Assim, utilizando as soluções sugeridas pelo Gartner, entre elas, o PAM, as organizações conseguem aumentar sua eficiência operacional, melhorando a experiência de seus clientes, parceiros e colaboradores, reduzindo riscos e garantindo a continuidade de suas operações.

Sobre o senhasegura

Nós, do senhasegura, promovemos a soberania digital, que consideramos um direito dos cidadãos, instituições e toda a sociedade. Sendo assim, o foco de nossa atuação é evitar roubos de dados e garantir a rastreabilidade de ações de administradores em redes, servidores, bancos de dados e uma infinidade de dispositivos.

Com isso, ajudamos nossos clientes a alcançar conformidade com requisitos de auditoria e com os mais exigentes padrões, entre eles, o Sarbanes-Oxley, PCI DSS, ISO 27001 e HIPAA. 

Conclusão

Nesse artigo, você leu que:

  • A transformação digital exige adaptação das estratégias organizacionais a fim de garantir agilidade e melhorar a experiência do cliente e os processos de negócios;
  • O Gartner é uma empresa que fornece consultoria e pesquisa imparciais para a comunidade de tecnologia;
  • O Gartner apresenta as principais tendências tecnológicas que impactam nos negócios, como é o caso do PAM;
  • Quando não são implantadas soluções recomendadas pelo Gartner, como o PAM, a organização pode enfrentar com mais força os riscos comerciais e de segurança cibernética;
  • O mesmo ocorre quando se implanta essas soluções sem aproveitar totalmente suas funcionalidades;
  • O Quadrante Mágico do Gartner mostra o posicionamento competitivo de diferentes fornecedores de produtos e serviços digitais em mercados distintos;
  • Essa ferramenta ajuda a entender visões, roteiros estratégicos e toda a sua capacidade de operar das organizações;
  • De acordo com o analista do Gartner, o mercado de PAM está mais competitivo do que em anos anteriores;
  • Ao utilizar o PAM, sugerido pelo Gartner, as organizações conseguem aumentar sua eficiência operacional, melhorar a experiência de seus clientes e garantir a continuidade dos negócios, entre outros benefícios.

Nosso artigo, explicando o Gartner e sua relação com o PAM, foi útil para você? Então, compartilhe este conteúdo com alguém que possa se interessar pelo tema.

LEIA TAMBÉM NO BLOG DO SENHASEGURA

Resolvendo problemas da conformidade com a LGPD com a Gestão de Acesso Privilegiado

Saiba como proteger sua empresa de ameaças internas

Indústria 4.0 – O que é e por que você precisa começar a pensar nisso?

Força de senha: como criar senhas fortes para as credenciais?

A força de senha é um dos critérios considerados na criação de políticas de senhas. Afinal, essa é uma das medidas mais eficientes para evitar que as senhas sejam violadas. E se preocupar com isso é de suma importância para as organizações nos dias atuais. Isso porque...

Melhores práticas para gestão de identidade de máquina

O trabalho remoto e a adoção da computação em nuvem trouxeram à tona o conceito de identidade como perímetro. Nesse sentido, apesar de não ser uma novidade, a segurança de identidade em primeiro lugar ganhou urgência na medida em que atacantes mal-intencionados...

Como o PAM ajuda a proteger acessos remotos?

Com a imposição do isolamento social, causado pela pandemia de covid-19, grande parte das organizações passou a migrar para o trabalho remoto, adotando soluções como a computação em nuvem. De acordo com a Forrester, mais de 50% dos líderes de TI revelaram a...

O que é um Plano de Respostas a Incidentes (IRP) e por que é importante ter um?

Com o avanço da tecnologia e a revolução na era da informação, a preocupação com a segurança dos dados tem se tornado cada vez mais constante para negócios, governos e usuários. Uma vez que os dados são ativos fundamentais para o crescimento das empresas, investir em...

Os Destaques do relatório IBM Cost of a Data Breach 2022

Organizações de todos os portes e segmentos deveriam se preocupar com os impactos de uma violação de dados, já que, segundo o relatório IBM Cost of a Data Breach 2022, seu custo médio é de US$ 4,35 milhões e 83% das empresas tiveram mais do que uma violação. Pensando...

Como gerenciar privilégios em endpoints?

Se você está à frente de uma organização, deve se preocupar com a gestão de privilégios de endpoints para garantir que dispositivos como notebooks, smartphones e tablets não representem uma ameaça à segurança cibernética do seu negócio. Nesse sentido, é possível...